Ciumento taca fogo na namorada grávida para que nenhum outro homem a desejasse

Paolo Pietropaolo, de 42 anos, fez uma das maiores atrocidades que um namorado ciumento é capaz. Quando Carla Caiazzo, sua namorada grávida, ameaçou terminar o relacionamento, o italiano se desesperou e armou um plano macabro. Ele jogou fogo no corpo de sua namorada, para que nenhum outro homem pudesse deseja-la novamente.
O crime ocorreu em fevereiro, mas apenas agora ganhou visibilidade na midia internacional, com o julgamento.

Publicidade

A namorada e a criança sobreviveram, mas a italiana ficou com 50% do corpo queimado.
Na frente do juiz, Paolo afirmou que não tinha intenção de matar a namorada, apenas queria desfigurar seu “belo rosto” para que ninguém mais desejasse ela.
Na frente do juiz e jurados, Carla descreveu cada detalhe do drama vivido. Primeiramente, Paolo tentou asfixiá-la. Depois desferiu vários socos no rosto da vítima. Para finalizar, jogou álcool industrial no corpo dela e ateou fogo.

Carla foi salva por um vizinho. Levada a um hospital, onde passou por cesariana de emergência.
Paolo foi condenado a 18 anos de prisão e a pagar cerca de R$ 897 mil a Carla e R$ 177 mil à filha, como indenização.

Publicidade

Deixe sua opinião